(31) 3087-5064
atendimento@valentimuniformes.com.br

Ponte Estaiada Octávio Frias de Oliveira – Clássicos da Construção Civil

A Ponte Estaiada, que tem por nome ponte Octávio Frias de Oliveira é uma das grandes obras da construção civil no Brasil.

A ponte é formada por duas pistas em curvas independentes, que cruzam o rio Pinheiros no bairro do Brooklin em São Paulo. Hoje é um dos mais famosos cartões postais da cidade .

Estais são elementos estruturais flexíveis, formados por feixes de cabos de aço. O termo ponte estaiada se refere ao tipo de estrutura, que utiliza estais diretamente conectados a um mastro para sustentar as pistas.

Algumas curiosidades envolvendo a obra:

  • Inaugurada em 2008, sua construção durou 3 anos.
  • A obra ficou a cargo da construtora OAS, envolvendo 420 funcionários, trabalhando em dois turnos.

011

  • Foi previsto um custo de aproximadamente R$ 184 milhões para a construção do complexo em si, e mais R$ 40 milhões para a sinalização viária, drenagem e pavimentação.
  • A obra consumiu aproximadamente 58.700 metros cúbicos  de concreto, o equivalente à carga de 7.340 caminhões betoneiras.
  • As pontes foram projetadas para suportar ventos de até 250 quilômetros por hora.

2924747 (1)

  • No total, cada sentido da ponte tem 290 metros de comprimento. Sob o mastro em “X”, que suporta os estais.

  •  A torre tem 138 metros de altura, o equivalente a um prédio de 46 andares.

2942596251_8c5ef2a3df_o

  • As 144 estais mantêm suspensos dois trechos de 900 metros de comprimento. Há entre doze e 25 cabos de aço em cada estai. Juntos, os estais pesam em torno de 462 mil Kg.

ponte-cima

  • Eles são encapados por um tubo amarelo de polipropileno de elevada resistência mecânica, tolerantes a ação de raios ultravioleta, com a função de proteger o aço contra corrosão.

sppontekp4

  • É a única ponte estaiada no mundo com duas pistas em curva conectadas a um mesmo mastro.

5497252396_7d4cb4ccc5_z

  •  A ponte é iluminada por holofotes nas cores vermelho, azul e verde, que têm condição de projetar na estrutura variadas combinações cromáticas. A empresa holandesa assina o sistema de iluminação da ponte.

4417930393_093c991945

O projeto é de autoria de Catão Francisco Ribeiro, tendo como arquiteto o paulista João Vicente Filho. Edward Zeppo Boretto é o engenheiro responsável e Norberto Duran, o gerente de obras, ambos pertencentes aos quadros da Empresa Municipal de Urbanismo (EMURB).

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ponte_Oct%C3%A1vio_Frias_de_Oliveira